quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Homens Sabem de Nada



Cleomirtes chegou se sentou ao lado de Eustaciana e de frente para mim. Ela acendeu um cigarro e tomou um gole de Coca-Cola. Havia um ar contente no rosto sempre risonho dela. Eu e Eustaciana trocamos olhares e encaramos nossa amiga. Nada precisou ser dito, ela logo riu e falou:

- Ai gente, estou louca para contar algo para vocês, mas não sei se devo.

- Agora fala! - dissemos os dois.

- Mas é meio nojentinho...

- Fala!

- Estou escorrendo.

Segundos em silêncio seguidos de estridente gargalhada dos três. Cleomirtes seguiu falando como o namorado dela de anos (que chamaremos de Vôncio) está cada vez melhor. Segundo ela, depois de anos, finalmente ele aprendeu como fazer tudo certo, se não o tempo todo, em 90% do sexo.

Aproveitando a deixa, Eustaciana nos conta do seu mais novo encontro resultado do Tinder. Tudo foi ótimo, o esquema de cinema + jantar, ida ao apartamento dele, os video games jogados no clássico Nintendo 64, os beijos, as carícias, as preliminares... Até a hora do sexo efetivamente.

- Não sei, na hora de colocar, não foi legal - disse Eustaciana comendo uma barrinha de KitKat - Ele fez tudo certo sabe, mas quando chegou o grande momento, algo deu errado.

- Doeu? - Cleomirtes joga a pergunta junto com uma baforada de fumaça

- Não, só foi... estranho. Será que sou eu a errada.

Tive então que intervir. Revelei para elas aquela verdade da qual todos os homens sempre querem fugir. Respirei fundo e disse: nenhum homem sabe o que está fazendo na hora do sexo.



Se em uma transa gay, em que são corpos similares, próximos, nenhum dos dois sabe muito bem o que fazer, podendo mais dar dor e incomodo ao outro do que prazer, quem dirá num caso hetero! Não falei sobre tudo que passei com Harvey Dent para elas, mas deixei claro que mesmo sendo homem ele me machucava às vezes, assim como eu a ele.

- Eu nunca tinha a menor ideia do que estava fazendo - disse - Assim como sabia que ele não sabia o que fazia. Mas a gente fazia. Vai indo e olhando para a cara da pessoa para tentar entender o que se passa. É um grande processo de adivinhação. E de sorte.

Elas parecem sincera e verdadeiramente surpresas. Sem querer, desvendei para elas todo o não-tão-complexo mundo sexual de quem tem um pênis. E nem precisei entrar em detalhes que humilhassem o Harvey para que houvesse plena compreensão. Então deixo para vocês aqui também a solução para um mistério da humanidade que a humanidade sequer sabe que tem:

Homens não sabem o que fazer na hora do sexo. E os que acham que sabem são os que mais vão acabar te fazendo sentir dor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário